Carregando

Dia da Conscientização do Autismo é celebrado com diversão

Secretaria:
Saúde
Daniela Karin
06/04/2018 14:57

“Ele é a única pessoa da casa capaz de enxergar as coisas com clareza”, conta Eliana Moreira, mãe do Heitor de 4 anos. Heitor é autista e foi uma das crianças que passou a manhã de quarta-feira, 4 de abril, na Cidade das Abelhas. Um parque ecológico com preservação de matas e nascentes, atrações para crianças e tudo sobre a vida das abelhas. A iniciativa foi da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) para celebrar o Dia Mundial da Conscientização do Autismo (2 de abril) e contou com apoio do espaço.

Moradora do Jardim Santa Clara, Eliana sentia que Heitor era diferente desde os 8 meses de idade. Desde então, procurou ajuda de diversos especialistas até a confirmação do diagnóstico, anos mais tarde. Isso não impede que Heitor frequente a escola regular. “Eu espero que no futuro essa condição de autismo seja revertida” – disse Eliana, que achou o passeio maravilhoso para a autoestima do filho.

Estela Silva também curtiu bastante o dia de atividade. Mãe de Ester Silva, de 6 anos, ela conta que descobriu o autismo da filha quando ela tinha 2 anos e meio, período em que deixou Vitória da Conquista (BA) e chegou ao Jardim da Luz, em Embu das Artes. Foi na UBS Santo Eduardo que ela recebeu a confirmação e agora é atendido pela RAPS do município. “Eu amei esse lugar! Está sendo ótimo para minha filha! Um paraíso!” – afirmou sobre a Cidade das Abelhas. 

O autismo é um transtorno caracterizado pelo atraso no desenvolvimento, dificuldades de aprendizagem e alterações comportamentais. Em 2008, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou o dia 2 de abril como o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Dessa forma, surgiu a Campanha Abril Azul, de modo a chamar a atenção e ampliar os conhecimentos acerca da doença, a qual se manifesta cinco vezes mais no sexo masculino. Por isso, a cor azul.

 Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil - CAPSi

O governo Ney Santos reconhece a importância de oferecer espaços e equipe ainda mais adequados ao tratamento de crianças que requerem atendimento específico. Para tanto, está se organizando para inaugurar, em breve, o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil - CAPSi. A unidade funcionará no mesmo complexo dos CAPS, no centro da cidade, que, atualmente, passa por reformas para oferecer condições adequadas aos usuários.



Fotos: Jéssica Santa Rosa de Carvalho
TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005