Carregando

Embu faz exposição dos 38 anos da Feira de Arte e Artesanato

Secretaria:
Turismo
Rita de Biaggio
31/01/2007 00:00

“Histórias da Feira”. Este é o nome da exposição em comemoração aos 38 anos da Feira de Embu das Artes que inicia hoje (31/01), às 20h, no Centro Cultural Embu das Artes, Centro Histórico da cidade. Além de marcar a data do aniversário da mais famosa e maior feira de arte e artesanato do país, a exposição relembra em painéis fotográficos, objetos e depoimentos a efervescência do movimento hippie, nos anos 60 e 70, as perseguições pelos órgãos de repressão da ditadura militar, os cabelos black power, a filosofia paz e amor e mostra que ainda hoje a cidade respira arte e cultura.

Momento importante também para lembrarmos de mestres já falecidos como Assis de Embu, Sakai, Solano Trindade, Cassio M´Boy, Josefina Azteca, Ana Moysés, entre muitos outros. E para rever os que ainda freqüentam a Feira ou moram na cidade, como Cristo de Embu, que veio para a cidade em 1969, a convite do escualtor Assis, liderando um grupo de artistas. Foi o primeiro hippie da Feira. Trabalha com cerâmica, couro, metal, corda e incenso. E a pintora Luzia Caetano, que chegou em Embu em 1961, vinda de Minas Gerais. Ambos participaram do Teatro Popular Solano Trindade, criado e comandado pela pintora primitivista, folclorista e babalorixá, Raquel Trindade, filha do poeta e artista plástico Solano Trindade. 

O movimento artístico de Embu das Artes começou antes da feira mas foi ela quem deu o impulso para o crescimento, trouxe grupos de artistas que até então expunham na Praça da República para a cidade e transformou a feira no que ela é hoje. Com seis segmentos – artesanato, artes plásticas, antigüidades, plantas, comidas, manifestações artísticas e culturas e tradições (a iniciar neste ano) – a feira instalada inicialmente em frente ao Museu de Arte Sacra, no Largo dos Jesuítas cresceu e espalhou-se por 12 ruas e vielas do centro histórico, num total de 36.000 m2 que reúnem mais de 600 expositores. As peças artesanais e obras de arte que ficavam em panos estendidos no chão foram para cima de barraquinhas ou painéis. Administrada conjuntamente pelo Conselho Gestor da Feira e pela Secretaria de Turismo, a Feira tem legislação própria e regulamento interno.

Num passeio pelas charmosas e tranqüilas vielas, calçadões e alamedas é possível encontrar gente de toda aprte do mundo, alguns muito famosos. Já visitaram Embu, por exemplo, o mega star, Mick Jagger e a apresentadora Ana Maria Braga fez um dos seus programas na cidade. Na década de 70, segundo Assis do Embu, Taiguara e Geraldo Vandré, Beatriz Segall eram freqüentadores assíduos.

Data: de 31/01 a 25/02
Abertura – 31/01, às 20h
Local: Centro Cultural Embu das Artes
Endereço: Largo 21 de Abril, 29
Aberto todos os dias, das 9 até o último evento
Informações: (11) 4781-4462 e 4704-6565



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005