Carregando

Mulheres formam um mar lilás

Secretaria:
Gestão de Pessoas
Maria Regina Teixeira
23/03/2007 00:00

Um mar de camisetas lilases inundou o centro da cidade de Embu, na sexta-feira (23/3). As mulheres cantaram e denunciaram a situação de violência e exclusão vividas por elas ao longo dos séculos, durante as celebrações de encerramento do mês da mulher. Em caminhada pelo Centro Histórico da cidade, centenas delas expressaram pacificamente seus desejos: respeito, fim da violência e da desigualdade. A manifestação terminou na sede da Prefeitura, onde o público participou de uma solenidade especial. A cidade, no entanto, continua reverenciando o sexo feminino através da exposição Mulheres Presentes na Construção da Arte de Embu, que permanece no Centro Cultural durante o mês de abril.

A 7ª Semana Embusca de uma Vida sem Violência para as Mulheres -, promovida pelo Centro de Referência da Mulher (CRM), da Secretaria de Cidadania e Assistência Social, incluiu atividades na praça central da cidade e em oficinas nos bairros que envolveram cerca de 500 mulheres, para divulgar e conhecer a Lei Maria da Penha (nº 11.340), sancionada em agosto do ano passado. A lei que pune com mais rigor a violência doméstica e familiar contra a mulher é defendida pelas cidadãs embuenses, que pedem sua imediata aplicação no município.

“Desde que assumiu em 2001, todas as ações do prefeito Prefeito e sua administração tiveram e têm um só objetivo: a emancipação e a autonomia do povo de Embu, para que o serviço público não seja um favor, mas sim um direito. Essa semana da mulher é a consolidação das políticas públicas para todos, mas principalmente para as mulheres do município”, enfatizou Prefeito, chefe de Gabinete que representou o prefeito que não pôde participar por encontrar-se na  49ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos, em Recife.

Em nota, Prefeito ressaltou que na Prefeitura de Embu as mulheres têm presença fundamental. De aproximadamente 3.500 funcionários, mais de 2.500 são mulheres. “Acredito que muito do sucesso da nossa administração é devido ao empenho e à competência dessas funcionárias, a quem faço um agradecimento especial”, declarou.

Compuseram a mesa: Rosimary Matos, secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer; Maria Cleuza Gomes, presidenta do Fundo Social de Solidariedade; Marisa Silva, do Centro de Referência da Mulher; Cida Gianinni, do Centro de Referência do Idoso e a vereadora Maria das Graças. Todas elas lamentaram a atuação dos vereadores que na semana passada rejeitaram o programa EmbuCriança, dirigido para crianças de zero a 3 anos e que cria o benefício de R$ 70 para as crianças de baixa renda e que estão fora da creche. E alertaram para o perigo do retrocesso político na cidade e a perda dos direitos alcançados. “Não podemos retroceder, não podemos perder qualquer espaço conquistado. Por isso, precisamos nos unir contra as forças conservadoras e que não têm nenhum compromisso social com a população”, disse Maria Cleusa, que teve a fala endossada por todas as companheiras da mesa.

No encerramento, a professora Lucia Queiroz, da rede municipal de ensino, e o vereador Manoel Raymundo, homenagearam as mulheres presentes, muitas delas com os filhos pequenos no colo. Lúcia cantou Êxtase, de Guilherme Arantes, e a música Elas, do Grupo Konaite; e o vereador interpretou Minha Mulher, de Nelson Gonçalves, finalizando o evento.



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005