Carregando

Cultura será debatida por meio de Conferência

Secretaria:
Cultura
Daniela Karin
19/04/2007 00:00

Trabalhando seriamente para atender com qualidade todos os seguimentos, a Prefeitura tem como meta discutir políticas públicas de cultura com a participação da sociedade. O primeiro passo foi dado com o lançamento da 1ª Conferência de Cultura de Embu, realizada no dia 13 de abril, no Centro Cultural Embu das Artes, com expressiva participação popular. Mais de 200 pessoas das mais variadas áreas prestigiaram o evento. Dentre elas, os artistas Raquel Trindade (filha do poeta, folclorista e precursor da Feira de Embu das Artes Solano Trindade), que compôs a mesa representando o Movimento Artístico e Cultural da cidade; Tônia do Embu, Mestre Carlos Caçapava, Richard Zukewitz, Mônica Alvarenga, Miguel Angel Cabrera, poeta Mané do Café, Aparecido de Souza, da Casa do Artesão, Camila Verenich, representando a Comunidade Cigana, Casa de Cultura Santa Tereza e Casa de Cultura Zilda.

O chefe de Gabinete, Prefeito, apresentou ao público as etapas da conferência, detalhando pontos importantes, como critérios e mecanismos de participação; objetivos dos seminários institucionais e setoriais e eixos temáticos (Gestão Pública da Cultura, Cultura é Direito e Cidadania, Economia da Cultura, Patrimônio Cultural, Comunicação é Cultura e Cultura e Turismo). Os setoriais de Cultura compreendem: institucional, teatro, dança, música, artes visuais, literatura, culturas populares e patrimônio material e imaterial.

Segundo o prefeito Prefeito, a história de participação popular no atual governo de Embu é prática, não é discurso. “É através de propostas que combatemos o que não achamos certo e a conferência é mais um meio para a troca de idéias”, afirmou.

Gustavo Carneiro Vidigal Cavalcanti, gerente da Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, apresentou as novidades do governo federal. Dentre elas, destaca-se o CulturaPREV (Fundo de Pensão para os Trabalhadores da Cultura), a ampliação dos pontos de cultura no Brasil; instalação de pelo menos uma biblioteca em cada cidade brasileira,  modernização e digitalização de acervos em geral e lançamento da TV pública, onde os movimentos culturais terão liberdade de expressão. Para Cavalcanti, a Conferência é fundamental para discutir diretrizes e conceitos: “Chamar os cidadãos é dividir responsabilidades”, declarou.

Também prestigiaram o evento, secretários municipais e o vice-prefeito, autoridades da região, delegados do Orçamento Participativo, representantes de associações de bairros e ONGs, comerciantes e proprietários de lojas da cidade, educadores e a imprensa local. A eleição dos representantes dos setoriais acontece nesta quinta-feira, 19 de abril, às 19h, no Centro Cultural Embu das Artes. A Conferência Municipal de Cultura está agendada para junho.



TUDO SOBRE
DESTAQUE

NEWSLETTER

PRAÇAS DE ATENDIMENTO

Centro
Santa Tereza
Santo Eduardo


Eficiência e qualidade na prestação de serviços: abertura de empresa, emissão de certidões, parcelamento de débitos, escrituração fiscal e outros
Prefeitura de Embu das Artes - Sec. de Gestão Tecnológica e Comunicação
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114 - Centro Estado de São Paulo - Brasil CEP: 06803-900 PABX: +55 (11) 4785-3500 Disque Serviços: 0800 773 0005